UA-57664211-1 Home - AllShanti | Suplemento Alimentar

AllShanti



Suplemento Alimentar



Localizada na Quinta de São Silvestre Pernes, Santarém, Portugal com a pureza bacteriológica controlada sistematicamente, de acordo com as normas da União Europeia

Testemunho


Maria Cipriana Yana



"PAZ e BEM , sou o Sr. Jorge Daniel, felicito em primeiro lugar toda equipa do programa CARITAS em ACÇÃO, pelo amor e carinho que têm dedicado as pessoas.Para dizer que, sinto-me mto feliz por ter conseguido resolver o problema do paludismo que assolava a minha família, principalmente a minha filha de 8 anos de idade que dificilmente passava um mês sem apresentar um quadro de paludismo (um ou dois p/campo), mas, desde que começou a usar a água Allshanti, agora esta livre do paludismo." [12.02.2017]

  • Eu Virgilio Joao Lubongo, natual de Malange, morador do Bairro Boa Fé, Município de Viana em Luanda, afirmo que tomei durante cinco dias AllShanti e curei-me do Paludismo (3 por campo). Após iniciar a toma da AllShanti senti-me curada no espaço de uma semana, sem febre e dores de cabeça.
  • Eu Rufino Alcino Domingos, residente em Luanda no Bairro Fofeca, no Municipio de Viana, Província de Luanda, em novembro de 2019 assim como no meu caso, muitas pessoas contraíram Paludismo. Eu e os meus dois irmãos, estivemos acamados e fomos levados ao Centro onde nos fizeram análises e confirmaram que tinham Paludismo (4 por campo). Sentíamos febre, tínhamos diarreia e corpo generalizada em todo o corpo. Foi-me prescrito Paracetamol, porque não tinham Coartem. Em casa continuávamos com febre altas e diarreia, até que fomos informados que estavam a dar AllShanti no Bairro. Levamos uma caixa com 12 garrafas pequenas e tomámos 2 vezes ao dia (manhã e noite). Ao terceiro dia, já me sentia melhor, sem dores no corpo e sem registos de diarreia ou vómitos, sentindo novamente força no corpo. A AllShanti cura mesmo o Paludismo!    
  • Eu João Mamjata Lombongo, natural de Malanje, residente em Luanda, venho testemunhar que a água mineral Anti-malária de nome AllShanti é mesmo bom tratamento contra o Paludismo. Em Outubro de 2019, depois de me  terem diagnosticado Paludismo (5 por campo), sentia-me muit mal, com febre alta, dores de cabeça e vómitos, acompanhados de diarreia e fortes dores de coluna e nos ossos, fraqueza em todo o corpo. Não dispunha de valores e fui ter com os meus parentes para pedir ajuda, eles disseram-me que estavam a promover a AllShanti e que era gratuito. Liguei e mais tarde fui levantar 10 garrafas AllShanti, iniciando a toma de uma garrafa de manhã e outra à noite e na noite do 3 dia já não sentia nenhum sintoma de Paludismo. Recomendo que coloquem a AllShanti na Rede Sanitária Pública nacional.
  • Eu Joana Sebastião, natural de Malange, venho dar o meu testemunho de como a AllShanti cura mesmo a Malária. Em outubro de 2019 tinha imenso Paludismo, 5 por campo, após análises no Posto Médico do Bairro. Fui ao Hospital grande para arranjar medicamentos e no caminho encontrei a minha prima que no Bairro estavam a dar medicamento para a cura do Paludismo. Fui lá e deram-me 6 garrafas AllShanti e me disseram para beber 3 vezes ao dia (manhã, tarde e noite). Após três dias já não sentia dores no corpo e na cabeça, apenas algumas tonturas. Ao quarto dia deixei de as sentir e a fraqueza no corpo. Esperei 3 dias para fazer controle e após analises no Posto Médico, confirmaram que não tinha mais Paludismo, tendo mesmo passado. Gostava de no futuro ter possibilidade de comprar este medicamento na farmácia do bairro. A AllShanti cura mesmo, não é brincadeira, quem duvide que experimente.
  • Eu Francisco Alcindo Dala, natural de Luanda, morador do Bairro Monte de Areia, afirmo que a AllShanti, é um bom remédio para combater o Paludismo em pouco tempo. Em Outubro de 2019, tive muito Paludismo com diarreia e vómitos, fraqueza em todo o corpo, seguida de dores de cabeça. Assim que fui ao Centro fiz análises à urina e à gota espessa e acusou Paludismo 3 por campo. Saí para comprar remédios na farmácia, mas a minha prima me disse que estavam a dar no Bairro AllShanti contra o Paludismo, Fui lá e me deram 6 garrafas pequenas. Tomei a tomar uma garrafa de manhã e outra à noite e assim que cheguei ao segundo dia à noite, já me sentia melhor e sem dores, vómitos e diarreia e por isso posso afirmar que a AllShanti é eficaz no combate ao Paludismo.
  • Eu Filipe Tiago Comboxo de Luanda, posso afirmar que a AllShanti é boa para curar Paludismo. Em Novembro de 2019, depois de apanhar Paludismo fui ao Posto Médico no Golf e me fizeram análises de gota espessa que acusou 3 por campo. Sentia febre e muitas dores de cabeça, tonturas e muita fraqueza no corpo. Quando iniciei a procura de medicamentos, soube que estavam a dar AllShanti para tratar Paludismo. No Bairro me deram 6 garrafas pequenas de AllShanti. Tomei primeiro uma metade de uma garrafa de manhã e outra à noite, durante 3 dias e vi que começava a sentir-me melhor, deixei de ter febre, dores de cabeça e não sentia fraqueza corporal. Não sei onde encontrar novamente a AllShanit Anti-malária, mas espero que esteja disponível nos Hospitais, e farmácias do bairro,
  • Eu Domingos Macunda, quando estava doente com Paludismo em Novembro de 2019, fui ao hospital onde me fizeram a análise ao Paludismo e confirmou que tinha Paludismode 4 por campo e me receitam comprimidos, vitaminas e Paracetamol. Quando cheguei a casa, soube que estava a testar a água AllShanti  contra o Paludismo sem ter que pagar. Levei 8 garrafas pequenas. Assim que comecei a tomar esta água contra a Malária no terceiro dia comecei a sentir-me mais ou menos, tomei de manhã à tarde e à noite, Passados 4 dias acordei melhor, sem dores de cabeça, sem cansaço no corpo e sem tonturas. Perguntei onde poderia encontrar mais AllShanit e me disseram que em breve estaria disponível no Hospital e no Posto Médico de Luanda. Eu confirmo que a AllShanti é boa para curar o Paludismo.
  • Eu Domingos Alberto, da provincia de Luanda, venho a declarar o seguinte em 2019 no mês de outubro fui ao hospital para fazer consultas e me mandaram fazer analises de gota espessa, que deu positivo no Paludismo de 3 por Campo. Depois fui a casa para levar dinheiro para comprar medicamentos e me mostraram que estavam a experimentar água contra malária - AllSanti, nas garrafas de plástico pequenas. Me deram 6 garrafas, bebi uma semana um bocado de manhã e um bocado de noite. Passados 6 dias, deixei de ter dores no corpo e fraqueza, febre com vómitos e dores na coluna. Esta água cura Paludismo é boa e não nos deixa tontas. Gostava de ter AlLShanti nos hospitais para dar às pessoas.
  • Eu Castro Manuel Escovalo, em Setembro conheci a água AllShanti contra Paludismo aqui no Posto Médico do Bairro e estava a sentir muita febre, com dores de cabeça, me fizeram análises degota espessa e acusou que tinha 2 por campo de Paludismo. Na receita que me deram não encontrei na farmácia todos os medicamentos. Fui para casa para apanhar um Taxi e procurar noutras farmácias, me disseram para experimentar a água contra malária, mas não acreditei, mas fui lá só para ver se era verdade e me deram 8 garrafas pequenas para eu tomar. Comecei a tomar metade de manhã e metade à noite e passados 3 dias, senti que não tinha febre nem dores de cabeça. Passados 4 dias fiquei bom, agora quem sabe onde vou encontrar mais água contra Paludismo, esta água é muito boa para tratamento do Paludismo.
  • Eu Manuel João, tomei água antimalária AllShanti durante 4 dias, quando tinha Paludismo, depois de tomar a água AllShanti, o Paludismo passou, não voltou mais até agora.
    Manuel João
    Paciente
  • Eu Luis Sebastião Lebiro, afirmo que tomei a água Antimalária AllShanti durante 3 dias, quando tinha Paludismo e depois de a tomar, passou e não voltei a ter.
  • Eu Fernando Catopi Rafael Liki Liki, quando tinha Paludismo, tomei a AllShanti durante 4 dias e passou, não tendo voltado a ter até agora.
  • Eu Eusébio José Silva Sati, tomei a AllShanti Antimalária durante 4 dias, quando tinha Paludismo. Após tomar a AllShanti passou, não tendo voltado até agora,
  • Eu Domingos João, tomei a água Antimália AllShanti durante 3 dias quando tinha Paludismo e fiquei curado, não tendo sintomas até hoje.
  • Eu Diamantino Francisco Major, tomei a AllShanti durante 4 dias, quando tinha Paludismo e após a toma, fiquei curado e não voltei a ter até hoje.
  • Eu Isidro Domingo Paigo, tomei a AllShanti durante 5 dias quando tinha Paludismo e após a tomar o Paludismo passou e não voltei a ter até agora.  
  • Eu João Gonçalo Lopes Vunge, tomei a água antimália AllShanti durante 4 dias quando tinha Paludismo. Depois de tomar a "Água AllShanti", o Paludismo passou e não voltei a ter até agora. Gostava que esta água estivesse disponível no Posto Médico. No meu caso não tive fraqueza no corpo nem tonturas.
  • Eu Virgilio Lambongo, posso afirmar que a água contra o Paludismo Allshanti, curou-me em 5 dias, quando eu tinha Pauludismo e tomei 5 garrafas pequenas, metade de manhã e metade à noite e ao terceiro dia já não tinha febre, nem dores de cabeça.

    Fiz controle e não acusei nada de Paludismo. Assim queria dizer que a AllShanti  cura Paludismo, também deveria estar à venda nas farmácias, posto médicos e hospitais.

  • Eu, BEATRIZ ADELAIDE ESTEVES PAIS, maior, nascida a 11 Abril de 1978 em Viseu, com identificação supra, declaro serem verdadeiras, e comprovadas por alguns exames médicos, as seguintes ocorrências físicas antes e depois da toma do suplemento alimentar AllShanti: 1º - DIAGNOSTICO CLÍNICO E SINTOMAS ANTES DA TOMA DO SUPLEMENTO ALIMENTAR ALLSHANTI: Diagnostico por exame TAC e Ecografia: Nódulo Hiperecogénico (hemangioma) de 7mm no lobo direito do fígado, e Nódulo Hiperecogénico (angiomiolipoma) de 5 cm na metade superior do rim direito. Sintomas decorrentes da infecção do parasita da Malária: Constante cansaço físico extremo, fraca capacidade respiratória e inflamações pulmonares correntes, manchas da pele da face, alguns períodos com enjoos, náuseas, cefaleias e febres semelhantes a gripe, perdas de peso ocasionais. Países visitados e de estadias prolongadas desde 2005: China, Marrocos, Gambia, Senegal, Guiné-Bissau, África do Sul, São Tomé e Príncipe (país de residência desde 2013). Intolerâncias Medicamentosas: Quinina. 2º - DIAGNOSTICO CLÍNICO E SINTOMAS DEPOIS DA TOMA DO SUPLEMENTO ALIMENTAR ALLSHANTI: Diagnostico por Ecografia: Substancial redução do Nódulo Hiperecogénico (angiomiolipoma) que existia na metade superior do rim direito, e eliminação do Nódulo Hiperecogénico (hemangioma) que existia no lobo direito do fígado. Sintomas físicos após toma do suplemento alimentar AllShanti: Eliminação total do cansaço físico extremo, boa capacidade respiratória e sem obstrução pulmonar, redução substancial das manchas da pele da face, eliminação dos enjoos, das náuseas, das cefaleias, retoma do peso normal. 3º - COMO FOI A TOMA DO SUPLEMENTO ALIMENTAR ALLSHANTI durante os 20 dias de experiencia: Primeiros 10 dias: Tomei duas garrafas de AllShanti por dia, sendo uma de manha e outra após 8 horas. Últimos 10 dias: Tomei uma garrafa de AllShanti por dia. Por serem verdadeiras as afirmações acima, declaro por minha honra e na plenitude das minhas faculdades mentais que o suplemento alimentar AllShanti, preventivo e eficaz contra a malária, surtiu efeitos não só na eliminação dos sintomas de paludismo que tinha incubado e com manifestações ocasionais, mas também no tratamento do fígado, rins, manchas de pele e acima de tudo na recuperação da minha vitalidade física.

  • O meu nome é Max Costa, vivo perto de Guimarães e quero agradecer pelas garrafas da AllShanti cedidas numa visita minha à vossa fábrica, pois numa primeira toma, a minha esposa que sentia um cansaço permanente, em que acordava todos os dias ainda mais cansada do que quando se tinha deitado na noite anterior, apenas bebeu uma garrafa de AllShanti, para que no dia seguinte de manhã tenha acordado sem qualquer sensação de cansaço. Continuou a beber por mais 4 dias uma garrafa por dia e, já há mais de um ano que não teve problemas de cansaço. Numa segunda toma já recentemente, com o problema em Portugal do Corona vírus, a minha esposa e filha de 15 anos estavam com febres superiores a 38,5º e fortes dores de cabeça já à dois dias, sem se saber o que teriam, decidi então, no dia 9 de Março, dar-lhes meia garrafa de AllShanti a cada uma na hora de irem dormir, e pela manhã seguinte ambas acordaram sem qualquer dos sintomas. A temperatura tinha regressado aos 36º e as dores de cabeça tinham desaparecido completamente. Já se passaram 3 dias depois disso e continuam bem de saúde sem terem tomado mais nenhuma dose de AllShanti. Estes exemplos apenas mostram que este suplemento não resolve apenas a Malária (Paludismo), mas sim muitos outros problemas de saúde, podendo atuar até na prevenção se for tomado com alguma regularidade. Obrigado Sr. Manuel. [Em 13 de Março de 2020.]

    Max Costa
 

 

3100000

Mil Milhões de infectados
com MALÁRIA

 
São Silvestre